Booking.com

 

chipre-europa

Chipre ou Cyprus é uma ilha situada ao leste do Mar Mediterrâneo, entre Turquia, Síria e Líbano.

Apesar do país fazer parte da União Europeia, um terço dele foi ocupado pela Turquia em 1974, após 11 anos de violência entre as comunidades turca e grega, se transformando assim na República Turca do Chipre do Norte, que nunca foi reconhecida pela ONU.

Nicósia, a capital do Chipre, é a única capital que está atualmente dividida por um muro.

Desde a antiguidade, Chipre passou de mãos e mãos entre os povos fenícios, egípcios, assírios, persas, gregos e romanos.

Em 1489, Chipre foi dominado pela Repúplica de Veneza, até a invasão dos turcos otomanos em 1570.

A ilha passou para as mãos inglesas em 1878 pelo Congresso de Berlim, e foi convertida em uma colônia britânica em 1914.

Por volta da Segunda Guerra Mundial começaram as revoltas a favor da enosis, que significa a união de Chipre com a Grécia.

Finalmente em 1960, o Chipre, a Grécia e o Reino Unido assinaram a independência da ilha, mas deixando os ingleses com posse das bases Akrotiri e Dhekelia.

E foi em 1974 que Chipre foi invadido pelos turcos, tomando posse até hoje de um terço da ilha.

Hoje a ilha se mantém dividida: um pedaço é turco e outro grego.

Nicosia, lado turco:

Nicosia (grego) ou  Lefkosa (turco) é a capital do Chipre e a única do mundo dividida por um muro (no caso do Chipre, a linha verde). Ela é a sede do governo e negócios do Chipre e tem mais de 300.000 habitantes.

A cidade é capital do Chipre desde o século X, independemente de qual povo controlava o país na época.

O que ver na cidade?

Mosteiro Selimiye – Catedral de St. Sophia

A catedral foi construída entre 1209 e 1326. E é uma das maiores igrejas góticas do país. O edifício era até o ano 1489 onde os reis do Chipre eram coroados.

Os otomanos transformaram a catedral em uma mesquita e adicionaram duas torres à catedral.

Até hoje, a antiga catedral serve como uma mesquita mulçumana. Ao lado dela está uma pequena mesquita, onde visitantes podem ver os famosos Dervixe (monges mulçumanos) “girando”, que para eles é um ato de meditação.

Büyük Han

É considerado como um dos edifícios mais bonitos da ilha.

Foi construído pelos otomanos em 1572, no ano após terem tomado Chipre dos venezianos. Era um hotel para caravanas e viajantes, no pátio havia restaurantes e os viajantes e mercadores poderiam comprar e vender produtos, e no andar de cima poderiam passar a noite.

Durante o comando britânico o hotel virou uma prisão, mas depois em 1893 virou um hotel para famílias pobres sem casa.

Depois de passar os anos 90 em reforma, o pátio e quartos do antigo hotel são lojas de artesanatos locais e restaurantes.

Belediye Pazari (Mercado Municipal)

Vale a pena passar por lá e se deliciar com as comidas, temperos e bebidas típicas do Chipre. Sem falar nos artesanatos e tecidos locais.

Sarayonu

É a praça principal da cidade. No meio está uma coluna da antiga capital romana Salamis, trazida pelos venezianos em 1489. Antigamente havia no topo da coluna um leão, mas esse desapareceu ao longos dos tempos.

Ao lado direito da praça está um palácio construído pelos britânicos e servia como correio. Esse palácio está localizado no antigo local onde era o grande castelo dos reis do Chipre.

Muralhas Venezianas

Espalhadas pela cidade estão os restos das antigas muralhas venezianas construídas no século XIV.

Ruas Kurt baba

Ruas de comércio que seguem até a fronteira do lado grego de Chipre. Essa rua está lotada de restaurantes e é famosa por ter muitas lojas de objetos falsificados, como por exemplo bolsas Louis Vuitton, Prada, relógios Rolex, etc. Lá você encontra de tudo!

 

South Cyprus - Lefosa, Nicosia South: panorama on North part of the city: Santa SofiaChipre 1

 

Chipre2

 

 Chipre3  Chipre4

muralhas567

Chipre5 Chipre6 Chipre7 Chipre8 Chipre9

Texto e Fotos: Ana Luísa Arten-Meyer