cerveja999

Quer fazer um Tour por algumas das Rotas das Cervejas aqui na Alemanha? Então leia minhas dicas e roteiro.

O que você deve saber é que não existe uma Rota da Cerveja oficial na Alemanha e sim, várias rotas regionais. O motivo é que em toda a região da Alemanha você encontra uma cervejaria a cada cidade e todas elas gostariam de participar de uma Bierstrasse. A solução foi fazer várias pequenas rotas englobando sempre uma pequena região da Alemanha. Há dezenas de Rotas das Cervejas aqui na Alemanha e muitos caminhos diferentes de fazê-las.

As Rotas das Cervejas mais conhecidas são:  a Rota da Cerveja da Baviera; a Rota da Cerveja da Francônia (que passa entre outras e muitas cidades como Bayreuth e a rainha das cervejarias, Bamberg. Esta rota chega bem perto da Rota da Cerveja de Aischgrun); e a Rota da Cerveja de Aischgrund (que passa pela maravilhosa região do vale do rio Aisch, na Francônia Central).

Neste post  falarei somente sobre a Estrada da Cerveja da Baviera, a mais conhecida, mas em posts futuros, também mostrarei as outras Estradas das Cervejas, que são magníficas, com tipos de cervejas bem diferentes as da Baviera.

– Rota da Cerveja da Baviera, a Bayerische Bierstraße!


É nesta rota que  está a maior área de plantio contínuo de lúpulo do mundo (a Alemanha produz cerca de um terço do lúpulo do mundo). Esta região é chamada de Hallertau. Então, você verá campos e campos de plantação de lúpulo por uns 65km. Além disso, esta rota  pode seguir vários caminhos diferentes com muitas cervejarias, museus, castelos, mosteiros, reservas, parques, termas e paisagens inesquecíveis. Logo abaixo, vou sugerir um destes caminhos desta rota para que você não se perca e aproveite melhor a Rota das Cerveja da Baviera. Você poderá percorrer esta rota de carro ou bicicleta, mas lembre-se, se optar por bicicleta faça este caminho somente na primavera e no verão.

– A Baviera e sua cerveja!!

A cerveja bávara é uma composição única no mundo e sempre teve na Baviera um valor especial. Essa peculiaridade vem de muito tempo atrás. A cerveja bávara foi originalmente criada nos tradicionais mosteiros bávaros, dos quais, por sua vez, surgiram as mais antigas cervejarias.

Mas também fora dos muros das cervejarias dos mosteiros, a Baviera tem  unido seu charme, cultura e tradição.  A Lei da Composição da Cerveja Bávara é provavelmente a mais antiga Lei sobre alimentos do mundo. A Lei Bávara para a “Pureza da Cerveja” (Reinheitsgebot) foi estabelecida em 1516, em Ingolstadt. Mais abaixo explico melhor.

Graças às atrações que a cerveja bávara oferece, e também sua cultura, muitos turistas visitam a Baviera e a conectam com sua cerveja.

– Roteiro da Estrada da Cerveja da Baviera que sugiro:

Serão 255km. Comece seu passeio pela Estrada da Cerveja da Baviera por Munique.
Munique é deslumbrante e quando se fala de sua tradição com a cerveja fica mais deslumbrante ainda.

Nada melhor que começar o seu tour da cerveja, conhecendo o Museu da Cerveja e da Oktoberfest em Munique. Você quer conhecer mais sobre a cerveja da Baviera e sobre a maior festa popular do mundo, a Oktoberfest? Então é lá mesmo!

O prédio que abriga o museu é do ano de 1340 e as suas salas possuem no teto pinturas originais desta época. O museu é incrível. São dois museus no mesmo prédio, um sobre a cerveja e outro sobre a Oktoberfest.

O museu fica na Sterneckerstrasse 2.

Ingressos a 5,00 euros adultos ou 9,50 euros com degustação de cerveja no Museu da Cerveja.

No museu da Oktoberfest o ingressos custa 4,00 euros.

Abre de terça a sábado das 13:00-18:00.

Mais sobre o museu: www.bier-und-oktoberfestmuseum.de

Bier-und-Oktoberfestmuseum99

Não esqueça também de visitar a famosa Hofbräuhaus, fundada em 1589 por Wilhelm V.
Fica na Platzl 9 e abre diariamente das 9:00-24:00.

– Tour da Cerveja em Munique:

Munique oferece aos visitantes o imperdível Tour da Cerveja.

Um original ônibus inglês de dois andares leva o visitante aos locais mais importantes da História da cerveja em Munique.

Os guias falam sobre a origem da cidade e das grandes cervejarias.

O visitante vai descobrir até fatos curiosos desconhecidos, como por exemplo, uma personalidade mundial já serviu mesas na Oktoberfest. Sabe quem é? Não? Então faça o Tour da Cerveja e descubra.

Tem degustação de várias marcas da bebida, tour pela cervejaria Spatenbraü e almoço. E de brinde você leva uma caneca para casa.
O ponto de encontro para o Tour da Cerveja é ao lado da entrada norte da Estação Central de Munique. Chegue 30 minutos antes.

Há tours pela manha de quarta a sábado às 11:00h (4 horas de passeios). Ingresso a 34,00 euros por pessoa; à tarde o tour é às 13:30 (3 horas de passeios) e custa 29,00 euros por pessoa

Mais informações aqui: http://www.biertour-muenchen.de

Biertour munique11

Outra cervejaria legal para conhecer em Munique é a Paulaner. A Paulaner é a cervejaria mais antiga de Munique.

O ponto de encontro para o tour pela Paulaner é na Falkenstrasse 11. Os tours acontecem de segunda a sexta às 12:30 e  às 15.30. Ingressos a 8,00 euros por adultos e jovens à partir de 16 anos pagam 5,00 euros. A degustação de cerveja já está incluída no ingresso.

Mais informações: www.paulaner.de

cervejaria 0011

Depois siga para a cidadezinha de Freising e visite a cervejaria  Weihenstephan. A Weihenstephan é a cervejaria mais antiga do mundo ainda em funcionamento, fundada em 1040, dentro de um mosteiro. Fica a 40km de Munique, na cidade de Freising.

Tudo começou em 725. São Corbianiano (fundou a cidade de Freising onde fica a Weihenstephan), antes de morrer, fundou o mosteiro em homenagem a São Stephan. Os monges começaram a produzir a melhor cerveja da região, e sempre, durante os séculos, inovavam nas técnicas agrícolas e de produção. Eram mestres nisso..

Documentos do ano  768 comprovam que os proprietários da região que plantavam lúpulo tinham de ceder 10% da produção ao mosteiro para a elaboração da bebida.

Mas foi só a partir de 1040 que o abade obteve licença para a comercialização da cerveja, que já era fabricada há mais de três séculos, sendo que esta é considerada a data de fundação da cervejaria. A produção não parou mais, e hoje, é uma das mais deliciosas cervejas do mundo.

Até 1463  muito coisa aconteceu no mosteiro: saques e principalmente, muitas destruições.

O mosteiro sempre esteve sendo  reconstruído e os pobres monges, sempre se dedicando à produção da cerveja.

Em 1803, a cervejaria foi estatizada, e em 1930 foi agregada pela Universidade Tecnológica de Munique, com controle pelo Ministério da Cultura e da Ciência da Alemanha, sendo hoje referência em estudos e formação de mestres cervejeiros vindos do mundo todo. Possui, também, um banco com aproximadamente 150 tipos de cepas diferentes. O lugar é fantástico!!

– Tours pela cervejaria:

Os tours acontecem às 10:00 nas segundas, terças e quartas-feiras e duram 60 ou 120 minutos, você escolhe. Nas terças-feiras também tem tour às 13:30.

O tour de 60 minutos custa €6,00 euros + €2,00 da cerveja.

O tour de 120 minutos custa €9,00 euros +2,00 da cerveja.

Reservar o tour antecipadamente através deste e-mail (pode ser em inglês): info@weihenstephaner.de

http://www.brauerei-weihenstephan.de

Detalhe: só maiores de 18 anos podem fazer este tour!!!

Para ir até a cervejaria saindo de Munique:

Na Hauptbanhof de Munique (estação central) pegue o S1 em direção à Freising e desça na estação final.

Atenção, pegue o primeiro vagão! O segundo segue depois para o aeroporto, e não para Freising. Finalmente, lá pegue o ônibus 639 e desça no ponto Weihenstephan.

cervejaria124

Siga agora para a cidadezinha de Wolnzach para visitar o Museu do Lúpulo da Alemanha, o Deutsches Hopfenmuseum.

Este museum incrível e imperdível, mostra tudo sobre o lúpulo: da botânica à fabricação de cerveja; do cultivo ao comércio e toda a história.

O Museu está localizado no centro da região de Hallertau, a área de maior cultivo de lúpulo do mundo.

O museu fica na Elsenheimerstraße 2, e abre de terça a domingo das 10:00-17:00.

Ingressos 5,00 euros adultos e 1,00 euro crianças e jovens de 6 a 18 anos.

Mais informação sobre o museu: http://www.hopfenmuseum.de/index.php?id=1-1&lang=en

Depois de visitar o museu siga para Neuburg an der Donau, para visitar seu incrível castelo o Schloss Neuburg construído entre 1530 a 1545.

Na cidadezinha de Neuburg tem duas importantes cervejarias:  a Juliusbräu (fundada em

1828) fica na Augsburger Straße 135. Para agendar visita através deste e-mail:

uliusbraeu@t-online.de ; e a  Schneiderbräu Rohrenfels que fica na Hauptstrasse 26 e para agendar visitas com grupos aqui: info@schneiderbraeu-rohrenfels.de

 

cervejarias 22222

 

Siga agora para  a linda Ingolstadt, a 24km de Neuburg an der Donau.

Foi em Ingolstadt  onde Wilhelm IV, duque da Baviera escreveu e assinou a Reinheitsgebot.

A Reinheitsgebot é o mais antigo regulamento de alimentos no mundo e que ainda existe e significa “Lei da Pureza” da cerveja, então, a cidade não poderia ficar de fora da Estrada Da Cerveja da Baviera.

Bem, na idade média a cerveja era algo muito lucrativo. Mas, tinha fabricantes inescrupulosos que acrescentavam à cerveja, frutas, ervas duvidosas, tudo para tirar proveito da situação!

Estabelecimentos que serviam cerveja ruim ou eram desonestos, eram multados e a cerveja destruída.

Isso foi em 1516! Graças ao regulamento, as cervejas da Baviera tornaram-se rapidamente conhecidas por sua qualidade superior!

Na última semana de setembro acontece a Festa da Cerveja, uma mini-oktoberfest muito divertida.
Cervejarias imperdíveis em Ingolstadt:

– Nordbräu Ingolstadt (com mais de 300 anos de história. É uma das maiores cervejarias privadas da Baviera)
Fica na Gutsstraße 5
http://www.nordbraeu.de/

– Herrnbräu Bürgerliches Brauhaus
Fica na Manchinger Str. 95
http://www.herrnbraeu.de

-Brauhaus1516
Fica na Am Westpark 6
http://www.ingolstadt.brauhaus1516.de/

 

Depois de Ingostadt o próximo destino deste trecho da Rota da Cerveja da Baviera passa pela linda Neustadt an der Donau. Ali, visite ou passe pelo menos 2 dias na famosa Limes Therme de Bad Gögging (termas), um espetáculo (http://www.limes-therme.de/). Com certeza a sua saúde agradece!!

Depois de ficar os 2 dias recomendados nas termas, siga agora para Abensberg. A cidade tem uma atração imperdível, a cervejaria Brauerei zum Kuchlbauer ou melhor, Kuchlbauer’s Bierwelt, O Mundo da Cerveja da Kuchlbauer. É um incrível complexo com Biergarten (maravilhoso), lojas, hotel, um Museu da Cerveja, uma fábrica de cerveja e um enorme estacionamento. Você vai passar um dia inteiro por lá.

O que chama mais atenção deste complexo é uma enorme torre de 70 metros de altura, o Hundertwasser Turm, projetado pelo famoso arquiteto autríaco Hundertwasser. A torre e todo o complexo foi concluído somente em 2010 depois de 12 anos de obras, infelizmente Hundertwasser não viu seu projeto ficar pronto! Todo o complexo de entretenimento é um espetáculo único.

Fica na Römerstraße 5
http://www.weissbierbrauer-kuchlbauer.de/

Parque cerveja 1

Parque cerveja 2
O Hundertwasser Turm

Depois de desfrutar deste maravilho complexo da cerveja, siga para Kelheim. Ali está um mosteiro muito famoso, produtor de cerveja o Klosterbrauerei Weltenburg. O mosteiro fica na Asamstraße 32.

Este mosteiro foi fundado por monges escoceses e irlandeses no ano 620 e o lugar onde está situada  é incrível: fica em um península do rio Danúbio chamada “Garganta do Danúbio”.

O pátio do mosteiro é cercado por edifícios barrocos, o destaque  é a igreja do mosteiro, dedicada a São Jorge, que foi construído pelos irmãos Asam entre 1716 e 1739.

Segundo alguns, é a mais antiga cervejaria de mosteiro no mundo. Está  em operação desde 1050, embora o título é disputado pela Weihenstephan, em Freising.

No mosteiro há uma deliciosa Biergarten que serve comida bávara. Vale a pena.
http://www.weltenburger.de/

cervejarias bavaria 2222
Klosterbrauerei Weltenburg

O roteiro ainda segue até Riedenburg, uma cidade medieval com 5 mil habitantes e fica a 120 km de Munique.

Linda com aquelas ruazinhas estreitinhas tipicamente medieval!!

Uma das atração de lá (além de Biergarten e cervejarias ), é o castelo Rosenburg, que fica no alto de uma montanha, com uma vista espetacular do canal entre os rios Main e Danúbio.

O castelo foi construído no século XII por um menestrel, que exerceu a arte da falcoaria. Esta tradição continua até hoje.

Hoje, o castelo funciona como um santuário para as aves de rapina.

Eles protegem as espécies em extinção. Criam em cativeiro mais de 60 aves de rapina, entre eles, o falcão peregrino.

A maioria das aves são expostas ao ar livre, em seus poleiros, bem pertinho dos visitantes. Quem vai com crianças é um “prato cheio”.

Há falcões, águias careca, urubus, gaviões e outras aves de rapina nativas.

A melhor parte desta aventura são os shows simulados de caça das águias, falcões, urubus e abutres.

Eles passam voando por cima das cabeças dos visitantes, é de tirar o fôlego. Um espetáculo!!!!

A maior atração da cidade é a cervejaria ecologicamente correta e uma das mais importantes da Alemanha, a Riedenburger Brauhaus Michael Krieger.

A cervejaria foi comprada em 1866 pela família Krieger e até hoje está com esta família. Com 15 funcionários, a produção de cerveja é cerca de 20 mil hectolitros por ano. A cerveja é vendida em toda a Alemanha e em oito países europeus. Desde 1994, a cervejaria produz apenas cervejas orgânicas.

http://www.riedenburger.de/

Fica na Hammerweg 5.

<KENOX S630 / Samsung S630>
O castelo Rosenburg e a cidadezinha de Riedenburg

Beilngries é a última cidade de nosso roteiro, pelo menos para esta variante da Rota da Cerveja da Baviera.

Em Beilngries os visitante e aventureiros da boa cerveja não podem deixar de visitar o incrível Museu da Cerveja, o Brauereimuseum instalado em uma antiga cervejaria.
Ali o visitante aprende sobre o surgimento da cerveja desde a colheita até o engarrafamento em barris e garrafas.

Por volta de 1450 a cervejaria, onde está o museu hoje, foi fundada. O porão da cervejaria era a instalação de armazenamento, pois por causa das paredes geladas de pedra, a cerveja continuava gelada no verão. A cervejaria, com quatro entradas principais tem uma área de mais de mil metros quadrados.

Com a invenção da geladeira, em 1896, as rochas do porão perderam seu propósito. O porão foi esquecido, virando lar de vários morcegos, uma “aventura” para crianças corajosas quando visitam o museu.

Em 1980, a cervejaria fechou suas portas, mas a memória dos 500 anos de tradição foi mantida em forma de um museu. Lá a história, preparação, tudo sobre a cerveja é detalhadamente explicado com slides, vídeos e muito mais. O porão virou um imenso e fantástico labirinto. A criança se diverte!

Após a visita ao museu é possível desfrutar de uma “degustação de cerveja” em uma das salas laterais. O lema do museu é: “ouvir, ver, pensar e obviamente apreciar” a boa cerveja. Vale a pena a visita!

O museu abre de maio a outubro somente aos domingos. à partir das 10:30h. Ingressos a 4,00 euros adultos e crianças de 8 a 15 anos somente 2,50 euros.

A visita guiada dura 45 minutos e é um show!! Há visitas guiadas em inglês também.
O museu fica na Bräuhaustr. 36 na cidadezinha de Beilngries.

Aliás, este museu fica em uma das regiões mais lindas da Alemanha, o Altmühltal, onde também está localizada o Naturpark, uma imensa reserva com montanhas, riachos para famílias desfrutarem de caminhadas e andar de bicicleta, castelos e cidadezinhas românticas.

NATURPARK ALTMÜHLTAL
O vale do Altmühltal
cervejarias 556
O vale do Altmühltal
labirinto keller1
O porão da antiga cervejaria no Brauereimuseum

Texto: Angela Arten-Meyer

Roteiro completo das Rotas das Cervejas da Alemanha? Entre em contato com a gente aqui.

 

Mais sobre a Alemanha, suas cidades e suas atrações, veja aqui.

Loja do Por que não? Travels com roteiros e guias à venda, veja aqui.

Roteiros personalizados para toda a Europa, clique aqui.

Curta a página do Por que não? Travels no Facebook clicando aqui.

Veja as fotos do Por que não? Travels no Instagram.

Siga as informações do Por que não? Travels no Twitter, @alemanhapqnao.

Booking.com