O que Hildesheim tinha de semelhante com Nuremberg até a Segunda Guerra Mundial?Seu centro histórico tinha mais de 1900 construções em enxaimel, um número quase igual ao da sua colega do sul; depois de ser bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial, estas belíssimas casas foram destruídas. Hoje, algumas foram reconstruídas como o original.

Hildesheim5

 

A história da cidade de Hildesheim é muito interessante: a cidade foi criada a partir de um posto de troca entre comerciantes no ano de 815 e foi fundada como uma “diocese” por Ludwig dem Frommen por volta do ano 1000. Ludwig nomeou um dedicado bispo para tomar conta da diocese da cidade, o bispo Bernward, que nasceu em Hildesheim em 993. Bernward era um amante das artes e nos 30 anos em que foi bispo foi construída a majestosa igreja de St. Michael.

Os mais religiosos da cidade dizem que é por causa de uma graça divina que a igreja de St. Michael pode ser ainda hoje admirada: em 1943 o maravilhoso teto de madeira com a árvore genealógica de cristo foi poupado, e não destruído como o que aconteceu com algumas outras partes da igreja. E hoje essa pintura de 28 metros decora o teto da nave principal da igreja totalmente restaurada em 1947.

A catedral St. Mariä Himmelfahrt e seus tesouros também são um patrimônio cultural, e não só isso: no leste da catedral, do lado de fora, cresce a “Roseira de mil anos”. A lenda diz que Ludwig dem Frommen esqueceu seu precioso relicário ali e com o passar dos séculos cresceu uma roseira, o que é visto como um sinal de Deus.

A catedral é magnífica: quando se entra na mesma, o visitante atravessa uma porta de bronze de cinco metros de altura com relevos elaborados. A própria igreja, com seu Heziloleuchter (candelabro), o maior candelabro redondo da Alemanha, encanta todo mundo. A catedral tem tesouros inimagináveis e tudo dentro dela é Patrimônio da UNESCO.

A catedral está em reforma até 2015 e mesmo não podendo entrar nela, uma visita à cidade vale a pena. A Marktplatz, restaurada nos anos 80, é maravilhosa e seus prédios históricos são de tirar o fôlego. Ao lado da prefeitura estão duas construções em enxaimel imperdíveis, a Wedekindhaus, uma construção em estilo renascentista e a Knochenhaueramtshaus, a mais famosa de Hildesheim. A Knochenhaueramtshaus foi originalmente construída em 1529 e depois destruída em 1945, sendo reconstruída entre 1987 e 1989, de acordo com os planos originais. A fachada é suntuosamente decorada com pinturas coloridas e provérbios alemães. Hoje o prédio abriga um restaurante e o Museu da Cidade.

Preste atenção nas fachadas destes lindos prédios na Marktplatz: uma perfeição em detalhes!!!

Hildesheim4
Eu e a Tempelhaus e a Wedekindhaus, na Marktplatz
Hildesheim3
Linda fonte em frente a prefeitura na Marktplatz
Hildesheim1
A Knochenhaueramtshaus
Hildesheim7
Detalhes da Knochenhaueramtshaus
Hildesheim8
Detalhes da Knochenhaueramtshaus
Hildesheim9
Detalhes dos prédios
Hildesheim10
Detalhes dos prédios

A prefeitura construída no século XIII em estilo gótico foi parcialmente destruída em 1945, sendo reconstruída e inaugurada em 1954.

Outro lindo prédio que merece uma visita é o Tempelhaus, uma casa do século XIV, que hoje abriga o escritório de informações turísticas. Sofreu algum dano durante a Segunda Guerra Mundial, mas foi restaurado e inaugurado em 1950.

Por último e imperdível e que já vale a visita em Hildesheim é o Roemer-Pelizaeus Museum, um dos mais antigos museus na Alemanha, com coleções de classe mundial de história natural, antigas, antiguidades egípcias e peruanas e da história local. O Museu também é conhecido pela qualidade de suas exposições especiais.

Quem está em Hannover é somente 37km até Hildesheim. Não perca! Um bate e volta imperdível!!

Hildesheim6
A prefeitura

Hildesheim11

Hildesheim 1
O Roemer-Pelizaeus Museum
Hildesheim2
O Heziloleuchter (candelabro) da catedral
Hildesheim3
A catedral St. Mariä Himmelfahrt